SÃO LUÍS: psd cobra agilidade na cassação dos deputados Wellington e Fernando Braide

O Partido Social Democrático apresentou uma denúncia à Corregedoria-Geral Eleitoral do Maranhão contra o juiz Tarcísio Almeida Araújo por suposto excesso de prazo injustificado no processo que pede a anulação dos votos do partido Podemos nas eleições de 2022. Com isso, Leandro Bello e Júnior Cascaria ligaram o alerta.

O Podemos foi denunciado por Pires e pelo PSD com as mesmas acusações que renderam processos contra o União Brasil e o PSC – este último com a perda dos mandatos dos deputados Wellington do Curso (Novo) e Fernando Braide (PSD); porém, o processo vem se arrastando desde 2022, ainda na fase anterior às alegações finais, quando deveria estar em fase de recurso no TSE.

No dia 9 de abril o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão concluiu o julgamento da Ação da Investigação Judicial Eleitoral (Aije) por fraude à cota de gênero contra o PSC, e confirmou, por 5 a 2, a cassação de todos os votos da chapa do partido nas eleições de 2022. Como consequência, estão cassados, também, os deputados estaduais Fernando Braide e Wellington do Curso.

Se houver uma fraude na cota de gênero nas eleições de 2022, Júnior Cascaria e Leandro Bello serão prejudicados diretamente. Bello é sobrinho do desembargador Ney de Barros Bello e foi candidato do governador Flávio Dino nas eleições de 2022.

Já Cascaria tirou uma foto com o novo presidente do TRE-MA, o desembargador José Gonçalo Filho, que foi denunciado pelo Conselho Nacional de Justiça por tentar atrasar processos de cassação de políticos.

Do Imirante.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidades