Pré-candidato Arlindo Salazar propõe parceira entre C.E Matta Roma e UEMA para ampliar número de vagas de graduação em Codó

O pré-candidato a prefeito de Codó, Arlindo Salazar, apresentou esta semana uma proposta simples e inteligente para ampliar o número de vagas nos cursos de graduação no município de Codó. De acordo com Arlindo Salazar, um impasse administrativo entre a Universidade Estadual do Maranhão e a direção do Centro de Ensino Luzenir Matta Roma, estaria deixando de ofertar cerca de 200 vagas, por ano, de cursos de graduação da UEMA.

“Gostaria de falar sobre este assunto muito importante e que envolve duas importantes instituições de ensino em nossa cidade, uma de nível médio e técnico e outra de nível superior. Acontece que a UEMA está deixando de ofertar 200 vagas, por ano, na graduação, por falta de espaço físico, enquanto o Matta Roma tem aproximadamente 15 salas de aula ociosas, em seu período da noite”, explicou.

Parceira pode gerar 200 vagas em cursos do ensino superior

Em sua proposta, Arlindo Salazar destaca que o entendimento e a cooperação entre as diretorias das duas instituições de ensino podem e devem resolver o problema de forma simples, prática e inteligente, beneficiando a educação de Codó.

“Temos duas instituições de excelência e de grande importância em nossa cidade. A UEMA, essa grande universidade estadual pública, com educação de qualidade e que precisa de espaço para ampliar o número de vagas, em cursos como Direito, Contabilidade e outros que podem vir para Codó. Essa demanda pode ser suprida com a disponibilização das 16 salas de aulas do C.E Matta Roma, em seu turno da noite. Essa parceira irá beneficiar a universidade e também a escola, cujos alunos do terceiro ano também seriam beneficiados com a vagas, utilizando o espaço ao ingressarem na universidade. Basta entendimento e boa vontade para com nossos alunos e a educação de nosso município”, concluiu.

One Response

  1. Raciocínio de palhaço. Quando os alunos do Matta Roma. Estavam sofrendo sem salas . Não vi esse cidadão dando opinião para o governo do estado de como solucionar o problema. Agora vem ele com conversa de político fracassado. Vai vê que ele em nenhum manifestação dos alunos, pais e professores ele não participou de nenhuma e nem a diretoria da uema. Palhaçada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidades